ACCESSORIES No.5

/// RAY-BAN - O MEU PAI JÁ OS TINHA, E O MEU AVô ANTES DELE

Lembro-me dos AVIATOR do meu avô. Tinham hastes douradas e lentes verdes. Ele tinha vários pares, e ainda hoje conservo um deles. Tal e qual aqueles que a Bausch & Lomb produziu , em 1937, para o Tenente John MacCready, quando, após uma aventureira viagem de balão, se queixou do sol no olhos.

Lembro-me dos WAYFARER da minha mãe e dos do meu pai. Uns eram pretos, os outros de tartaruga e, infelizmente, perderam-se no tempo. Sim, aqueles que o Tom Cruise imortalizou no Risky Business.

A verdade é que existem marcas e marcas. E depois existem as nossas marcas de eleição. Existem óculos e óculos. E depois existem os RAY-BAN. Os nossos pais tinham uns, os nossos avós, antes deles, também já os tinham e nós também os temos, na certeza de que os nossos filhos encontrarão no tempo deles, razões para os usar.

Ter uns RAY-BAN é ter algo mais que um pedaço de plástico e vidro a tapar-nos a cara. É marcar um estilo e, mesmo que todos os usem, cada pessoa usa os seus de maneira muito própria.

Não sou muito dado a cultos de objectos, mas existem aqueles aos quais naturalmente nos apegamos. Quem nunca choramingou a primeira vez que viu um risquinho (mesmo que invisível) na lente dos seus RAY-BAN? Quem nunca viu alguém com uns na rua e desejou entrar na primeira loja para os comprar?

No outro dia diverti-me a fazer uma mini-sessão fotográfica de alguns modelos, uns vintage, outros novos. Uns meus, outros de um amigo que também os vai coleccionando. Uns que carrego comigo há muito tempo, outros, como os CLUBMASTER, que ainda considero terem pinta de mais para eu os conseguir usar.

Depois disso, e ao pesquisar um pouco mais sobre a marca, descobri o Primavera Sound Festival, em Barcelona, e as imagens que o fotógrafo José Morraja se divertiu a compilar durante esses dias.

É caso para dizer: cada RAY-BAN, cada estilo.

P. S. - Embora os amantes da marca já devam conhecer, a RAY-BAN apresentou a colecção RARE PRINTS, uma colaboração com os melhores designer gráficos do mundo. O resultado já anda pelas ruas e pode ser visto aqui.

Fotografias de ///NAF project e José Morraja. Todos os direitos reservados.

4 comentários:

Marta disse...

Dão um ar cool à pessoa mais sem graça. Gostava de investir nuns.

TTC disse...

Tens razão Marta! E acho que devias...olha que não são assim tão caros, são bons e ficam para sempre! :)

Anónimo disse...

o must-have em qualquer closet :)
"me likie, me likie a lot!"

jo

Le Blonde disse...

Tenho uns wayfarer e uns aviator... Pretendo investir nuns clubmaster!